em aboutCOM, Clientes, Estratégia de Comunicação, imprensa, informação, jornalismo

3 razões para que empresas de tecnologia B2B invistam em posicionamento executivo

No mundo da tecnologia, em que os executivos seniores estão sempre muito ocupados, sua função como porta-voz para o mercado, importante para seu networking e desenvolvimento, acaba negligenciada com frequência. O posicionamento executivo, ou o CEO Positioning, como também é reconhecida a atividade, é deve ser parte integrante do plano de mídia e relações públicas estratégicas de empresas que desejam ter seu lugar diante da avalanche de informação que este mercado produz.

A principal função do posicionamento executivo nas organizações é alavancar a marca e seus executivos de forma confiável e relevante, colocando-os como líderes de uma linha de pensamento atrelada ao negócio da companhia.

Abaixo, veja 3 razões para pensar nesse assunto agora:

Seja o líder do seu discurso

Toda empresa precisa transmitir mensagens e, por isso, elege porta-vozes – ou seja, profissionais que tem como função posicionar-se diante de públicos-alvo. Quando um deles está envolvido um planejamento de posicionamento executivo, passa a se comprometer com o objetivo de fortalecer seu nome e atuação como especialista no assunto relevante para a empresa (e mercado) e, portanto, um recurso valioso para a mídia e outros públicos-alvo.

Na prática, isso significa que este profissional, sob a orientação da agência, deve estar disponível para atender, desde um repórter especializado, que deseja entender a fundo tal tecnologia do seu mercado até um programa que dialoga com o consumidor final. O que determina quem e quando atender é o plano. Se sua marca é B2B, pode ser que não faça sentido tanta exposição em TV ou para públicos ques não são decisores para o seu negócio.

O papel do time de comunicação estratégica é, além da definição das mensagens e formatos, desenhar o plano direcionado para as Personas que precisarão ser impactadas para o cumprimento das metas e objetivos de comunicação.

Quando uma empresa de tecnologia decide posicionar os executivos na mídia e em eventos, entende que suas mensagens permanecerão na mente de uma plateia relevante para seu negócio. E ter a autoridade em determinados tópicos junto deles é criar reputação.

Falando em reputação… esteja presente em múltiplos canais

A reputação vai muito além da imprensa – mesmo no mercado B2B de tecnologia. Para uma empresa, ter executivos participando das mídias sociais fará com que criem conteúdos diferentes para a marca online, além de poderem levar discursos para dentro de mercados específicos e relevantes para o negócio e, claro, alimentar o bom e velho networking.

Como estratégia de comunicação, é importante escolher as plataformas mais adequadas para o setor, ter um plano de conteúdo alinhado, manter regularidade com a divulgação do conteúdo e, principalmente, envolver outras pessoas da empresa para que auxiliem na disseminação da informação para o público-alvo. Em um mercado com tanta informação, o profissional e a empresa que melhor se posicionarem, devem obter a reputação sólida e duradoura.

Atente-se aos benefícios para a empresa

Steve Jobs, Richard Branson, Bill Gates, entre outros nomes sempre vão ser lembrados como notáveis para os avanços da tecnologia. Ter nas empresas nomes que são identificados como parte da marca é relevante no mercado. Suas reputações podem movimentar o setor, uma vez que tratam de assuntos que, muitas vezes, podem atingir o coração das empresas.

Esses executivos “transpiram” a cultura organizacional e, por isso, estar bem assessorado é primordial para que possa dar conta de uma função (a mais) que é ter a exposição como parte de suas atribuições de trabalho – algo recente para este mercado.

Ao virar uma referência para um assunto, conquistar credibilidade e posicionar uma marca, o trabalho de posicionamento executivo, apoia, literalmente, as empresas de tecnologia B2B em seus esforços de negócios. “Quando um executivo é percebido como líder de um setor, tem seu nome e empresas reconhecidos no mercado, viabiliza mais chances de novos negócios”, diz Flavia Sobral, CEO da aboutCOM.

Empresas de tecnologia que querem transformar um mercado ou lançar mudanças significativas não podem ficar sem considerar atividades como essa para seu negócio. A aboutCOM, entre 2016 e 2018, assumiu o desafio de reforçar a participação da  Orange, cliente desde 2014 da agência, no debate sobre a adoção e o futuro do SDN; alcançar a comunidade de TIC em geral por meio da mídia e eventos; e falar diretamente com parceiros e potenciais leads.

Nesse vídeo, você pode ver a estratégia adotada pela agência e cliente que potencializou a presença da marca na imprensa, amplificou a participação do executivo Felipe Stutz, diretor de desenvolvimento de negócios e soluções, em renomados eventos sobre o tema e, com isso, tornou o executivo e a empresa referências de mercado sobre redes definidas por software.

Escreva um comentário

Comentário